(mais) Sentimentos para hoje: Impaciência

Luto, todos os dias para não ser impaciente. Mentira. Luto quase há 40 anos para ter um pouco mais de calma, mas acho que sou um fraco, porque não consigo vencer este defeito. Esta condição que me atrapalha a vida, onde corro atrás das palavras quando estas, por magia, saem da minha boca. Portanto, não é de estranhar, que o arrependimento ande de mãos dadas com a minha falta de paciência. Pela minha inconsistência psicológica, que me faz ter o coração nas mãos. Que me faz perder o discernimento quando me sinto atacado de alguma forma. É claro que já tentei um pouco de tudo, desde contar até 10, passando pela respiração controlada, até à famosa voltinha ao quarteirão, mas estas estratégias, ao invés de me ajudarem, parece que ainda fazem crescer mais em mim, tudo aquilo que não quero dizer e fazer. Parece que fico ainda mais descontrolado e pronto a explodir assim que volto a ser confrontado com as situações. Sou um fraco, bem sei. E também sei que isto me leva a conflitos muitas vezes desnecessários... mas e se for algo que nunca conseguirei mudar? Uma cruz que terei de carregar para sempre? 


Bom, e posto este exercício, carreguei no enviar do telemóvel, uma mensagem que apenas dizia: 

"Não me chateies. E vai para o car#lho". 

Sem comentários:

Publicar um comentário

Este blogue não é uma democracia e eu sou um ditador’zinho… pelo que não garanto que o comentário seja publicado. Mas quem não arrisca…